• Marcos Campos

Presidente diz que Wallber é jurado de morte e por isso poderá abrir exceção sobre arma na ALPB


A proibição de posse de arma de fogo dentro da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) poderá não se estender ao deputado estadual Wallber Virgolino (Patriota).


De acordo com o presidente da ALPB, Adriano Galdino (PSB), a situação de Wallber poderá forçar a presidência da Casa a abrir uma exceção porque ele é delegado de Polícia Civil e jurado de morte.


Adriano Galdino afirma que, segundo a Polícia Federal, duas facções criminosas nacionais querem matar Wallber Virgolino, que já foi chefe dos sistemas penitenciários do Rio Grande do Norte e da Paraíba.

“Se essa turma sabe que ele está desarmado, ele vira alvo fácil. Então, nós precisamos dialogar para ver essa situação específica”, justificou o presidente da ALPB.

Adriano Galdino explicou ainda que quando essa parte específica do regimento foi implantada, não havia nenhum deputado policial ou jurado de morte cumprindo mandato na Assembleia.





Fonte: Diário do Sertão

5 visualizações
Contato
 

Rua Manoel Cândido, 12

Cachoeira dos Índios - PB

 

contatotvcachoeira@gmail.com

 

  • @cachoeiraagora no Instagram
  • Cachoeira Agora no Facebook
  • Cachoeira Agora no Twitter
Parceiros

© 2019 by Cachoeira Agora